o que fazer quando morre uma pessoa o que fazer quando morre uma pessoa

O que fazer quando morre uma pessoa? Conheça algumas medidas necessárias!

6 minutos para ler

Quando se perde um familiar querido, além de lidar com a dificuldade do luto, também é preciso resolver alguns aspectos burocráticos. Contudo, muitas pessoas não sabem o que fazer quando morre uma pessoa. Se este é o seu caso, fique tranquilo, pois, neste post, ajudaremos a compreender melhor sobre os procedimentos após o falecimento.

A primeira coisa que você precisa saber é que, apesar de os documentos serem os mesmos, essas ações variam de acordo com a situação. Nesse momento delicado, é importante que a família se una para resolver os assuntos legais e prestar apoio entre si.

Se você deseja entender melhor sobre quais são as medidas necessárias após o falecimento, continue a leitura e confira!

Quais são os procedimentos após o falecimento?

Quando a família conta com um plano funerário, esse processo é mais tranquilo, já que a empresa lida com a documentação e o cerimonial de despedida. Porém, se isso não for possível, algumas medidas são importantes. Entenda a seguir o que fazer quando morre uma pessoa.

Atestado de óbito

O atestado de óbito é o primeiro procedimento necessário. Caso o falecimento ocorra no hospital, a instituição se encarrega da emissão do documento. Se for em casa e não houver um médico presente no momento, é preciso acionar um serviço de saúde, como o SAMU e o Corpo de Bombeiros, para que um profissional responsável avalie.

Quando o óbito acontece na rua ou a situação é de morte violenta, o processo é um pouco mais delicado e demorado. Nesses casos, o corpo precisa ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para investigação, e é esse órgão que emite o atestado.

Declaração de óbito

Além do atestado de óbito, também é necessário emitir uma certidão de óbito. Ela precisa ser feita em cartório, com todos os dados pessoais e os detalhes do falecimento. Assim, local, data e hora da morte precisam ser descritos, bem como informações do cônjuge, dos pais e dos filhos. Para isso, é preciso apresentar os documentos de todos, inclusive os da pessoa que faleceu.

Serviço funerário

Depois de cuidar dos documentos, é preciso pensar no serviço funerário. Assim, a família deve decidir se será feito o sepultamento ou a cremação e entrar em contato com uma funerária. Normalmente essa empresa arca com o traslado do corpo e a preparação do local, mediante a assinatura de autorização do familiar mais próximo.

Cerimônia de despedida

Você pode escolher como deseja a cerimônia de despedida com a funerária, para que isso aconteça da maneira mais confortável. Esse momento é muito importante, pois é quando a família e os amigos poderão se unir para prestar as homenagens. Por isso, é preciso contar com uma boa assistência funeral.

Como ter mais tranquilidade no momento do luto?

Como você pôde perceber, existe uma série de procedimentos relevantes após o falecimento de um familiar. No entanto, pode ser muito difícil lidar com toda essa burocracia e tomar algumas decisões em um momento tão delicado.

Tudo que você precisa saber sobre cremação!

Como foi dito, contar com um plano funerário pode ser uma boa alternativa. Isso oferece à família o amparo para que ela consiga lidar melhor com o momento da perda. Assim, a equipe do seu plano pode arcar com as medidas necessárias e retirar esse peso da família.

Também é importante considerar que os serviços funerários são caros, e esse gasto inesperado pode trazer problemas. Nesse sentido, ter um plano é uma alternativa mais econômica, que permite o pagamento de uma pequena quantia mensal sem comprometer o orçamento familiar.

Com quais profissionais é possível contar?

No caso do plano funerário, a família pode contar com o auxílio de muitos profissionais, que, na maioria das vezes, ficam disponíveis em tempo integral para prestarem assistência quando for necessário. Portanto, é possível tirar todas as dúvidas sobre os procedimentos após o falecimento e evitar ter problemas por conta da burocracia.

Dessa forma, eles se responsabilizam por serviços como:

  • caixão;
  • decoração do ambiente;
  • preparação do corpo para o sepultamento;
  • transporte;
  • documentação;
  • taxas municipais;
  • velório.

Assim, quando isso é pensado antecipadamente, é possível amenizar o impacto financeiro e também consultar com calma os planos e serviços, para evitar se envolver com empresas que não são confiáveis, além de ter a assistência imediata.

Uma boa equipe pode tornar o momento mais tranquilo e oferecer o acolhimento de que a família precisa, com delicadeza e empatia. Isso é muito importante para evitar que a memória desse momento seja ruim e permitir que o luto aconteça de forma mais saudável.

Como ter mais tempo com a família?

A escolha de um plano funerário reduz o trabalho burocrático que é necessário após o falecimento de um familiar ou amigo. Isso significa que a família tem mais tempo para ficar unida e se apoiar nesse momento. Da mesma maneira, é possível receber o amparo dos amigos que também prestam as suas homenagens.

A família nunca está preparada para a perda de alguém querido, por isso é sempre difícil lidar com essa situação e, muitas vezes, a capacidade de tomar decisões fica comprometida em decorrência da tristeza e da surpresa. Por esse motivo, evitar os transtornos das medidas necessárias pode ser um grande alívio e permitir que a família foque apenas no adeus.

Além disso, o plano funerário possibilita que a família dialogue, ainda em vida, sobre a forma como cada um deseja a sua despedida, qual é o destino desejado para o corpo e outros assuntos pertinentes a esse respeito. Com isso, torna-se possível fazer todo o procedimento com respeito ao desejo da pessoa que se foi.

Como vimos, além de haver muitas dúvidas comuns sobre o que fazer quando morre uma pessoa, existem muitos aspectos a serem considerados. Nesse sentido, poder contar com o amparo de uma equipe humanizada e preparada para lidar com situações do tipo pode aliviar o sofrimento e tornar todo o processo mais tranquilo.

Se você tem interesse em saber mais sobre os procedimentos relacionados ao falecimento e ao apoio no momento do luto, siga nossas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e YouTube.

Posts relacionados

Deixe um comentário